Monthly Archives: Agosto 2009

Santa ignorância

Um dia, no núcleo de pesquisa de sistema de informação (NSI) onde eu trabalho, estava a maior discussão, de como a maioria dos professores ficam parados no tempo e não procuram evoluir e aprender novas técnicas e tendências do mercado. Bom no meio de discussão meu chefe solta a seguinte frase: “O meio conhecimento é pior que a ignorância.”.

Se pararmos pra pensar, esta frase está realmente correta. Muitas pessoas na área do desenvolvimento de software estudam as coisas pela metade e acabam falando besteira, usando técnicas de forma errada, dizendo o que não deviam.

Numa aula de Java, um professor, doutorando, disse que faríamos um projeto durante o semestre usando XP! Eu logo imaginei que usaríamos TDD, programação em par, e mais coisas básicas de qualquer projeto que usa XP. Pra minha surpresa, logo depois ele disse que queria o software todo documentado no papel, que o trabalho era individual, e mais outras bizarrices que nem vou dizer aqui!! xD

O mais triste é ver que este tipo de pessoa é comum. Elas falam de coisas das quais não tem nenhum conhecimento, nem o básico!!! Sei que não tenho quase nenhuma experiência pra falar desse assunto, porém diferente desses tipos, eu procuro aprender, estudar, ler exaustivamente, antes de falar de algo, principalmente se estou ensinando isso!

Bom, se você deseja ser grande, assim como eu desejo, estude, leia muito, leia mais, pratique o que você aprendeu e não aceite a opnião de qualquer um!!!

Cuidado! Os falsos profetas do agilismo estão a solta!

Anúncios

Qualidade de software: normas/documentação X processos ágeis

to be or not to be... ?

to be or not to be... ?

Tremenda dúvida! Ou melhor, nem é bem uma dúvida, é mais…. Necessidade de ser convencida de que algo não pode ser tão obviamente melhor que outro (me refiro ao que tenho ouvido e lido ultimamente dos processos ágeis) e “todo mundo” não estar vendo isso!!!

Não! Não vou aceitar os ótimos argumentos de diversos autores, professores, profissionais competentes tão fácil! Não! Eu estou lutando! (Tudo tem outra face!! E entra em ação o nosso bom e velho ‘ou não’)

Este post é sobre isso:

EU, que estou começando a trabalhar num projeto que visa atestar a qualidade do processo de desenvolvimento de software (Através das normas do MPS.BR) e consequentemente, direta ou indiretamente vou trabalhar para que elas sejam implementadas e sua importância seja bem compreendida.

Versus EU, que quasee participei de uma outra equipe muito respeitada na mesma instituição, que se utiliza dos processos ágeis de desenvolvimento e que é prova concreta de que os mesmos são extremamente práticos e com excelente desempenho.

Aí então, eu começo a ler loucamente pra tentar descobrir, porque não o ágil? Na verdade é essa a pergunta que me martela hoje… Pra que tanta burocracia, porque um processo antigo e que se mostra ineficiente no produto final ou pelo menos, caro e penoso demais, é insistentemente usado e difundido?

E eu mesma respondo…. Não! Não podem estar todos loucos, deve haver um motivo relevante… E eu vou trabalhar por essa causa… Acredito que ainda é cedo pra dizer de que lado estou, sei apenas que, preciso conhecer muitooooo mais de ambos!

Por isso, seguem os links, a quem interessar possa, principalmente pra quem está começando como eu, pra que você possa tentar entender, ouvir um pouco dos dois lados e.. Isso possa te ajudar a formação da sua opinião! [o problema é que eu achei muito mais coisa defendendo o ágil… Abaixo a principal referência que achei de cada, para ficar mais imparcial!]

http://blog.improveit.com.br/articles/2007/07/12/improvecast-8-entrevista-com-carlos-barbieri-sobre-o-mps-br

http://blog.fragmental.com.br/2007/07/24/contratando-agilistas-retardatarios/

http://www.meiobit.com/documentar-projetos-de-ti-fardo-ou-necessidade [uma opinião (o texto é bem informal…) muito interessante e válida do que seria uma espécie de caminho do meio]


%d bloggers like this: